jusbrasil.com.br
9 de Dezembro de 2016
    Adicione tópicos

    Forma de abordagem policial de crianças e adolescente é alvo de recomendação do MPSC

    O Ministério Público de Santa Catarina (MPSC) recomendou ao Comando da Polícia Militar de Santa Catarina em Urussanga a correta abordagem de crianças e adolescentes em conflito com a lei. O ofício foi encaminhado pela Promotora de Justiça Cristine Angulski da Luz, que atua na área da Infância e Juventude na Comarca de Urussanga, que salienta no documento a diferenciação de procedimentos entre crianças e adolescentes. A recomendação foi acatada pelo Comando local da PM.

    No ofício de recomendação a Promotora de Justiça ressalta, entre outros pontos, que enquanto adolescentes apreendidos em flagrante devem ser imediatamente encaminhados à Delegacia de Polícia para formalização do Auto de Apreensão, as crianças devem ser encaminhadas ao Conselho Tutelar. Em ambos os casos deve ser providenciado o acompanhamento dos pais ou responsáveis legais.

    A Promotora de Justiça também lembra, no documento, a importância de dar ao adolescente apreendido o conhecimento de seus direitos básicos (permanecer calado, comunicar-se com familiares e advogados, integridade física e moral respeitados, conhecer a identificação dos autores da apreensão e não ser conduzido em compartimento fechado de viatura policial) e a importância de que seja observado, sempre e em qualquer caso, que a abordagem se dê de forma adequada e com respeito.

    Coordenadoria de Comunicação Social do MPSC

    Disponível em: http://mp-sc.jusbrasil.com.br/noticias/1368171/forma-de-abordagem-policial-de-criancas-e-adolescente-e-alvo-de-recomendacao-do-mpsc

    0 Comentários

    Faça um comentário construtivo para esse documento.

    Não use muitas letras maiúsculas, isso denota "GRITAR" ;)